SOCIEDADE E MÚSICA

SOCIEDADE E MÚSICA

A valsa do estilo vienense de Johann Strauss é um típico exemplo da música nacionalista. Na Ásia, a 3.000 a.C., a música se desenvolvia com expressividade nas culturas chinesa e indiana. Os chineses acreditavam no poder mágico da música, como um espelho fiel da ordem universal. A “cítara” era o instrumento mais utilizado pelos músicos chineses, este era formado por um conjunto de flautas e percussão. Já na Índia, por volta de 800 anos a.C., a música era considerada extremamente vital.

De certa forma, ela é um personagem na vida de todos nós, que está invisível e aparece ao colocarmos os fones, transformando-se em um psicólogo sem precisar passar por 4 anos de faculdade. Ao mesmo tempo que possui essa profundidade, pode ser a companhia para lavar a louça ou o banheiro. É uma arte livre, por mais que tentem defini-las e colocá-las em caixas pré-definidas. É a combinação de sons longos, breves e silêncio (pausa), executados sucessivamente.

Poderosa ferramenta de comunicação, a música pode ser utilizada para demonstrar descontentamento com uma determinada gestão governamental. Por intermédio da música uma sociedade pode expor problemas sociais, questionar ações dos governantes e também sugerir melhorias para essas questões. Estimulando o cidadão a ter um papel cada vez mais ativo na sociedade. Você vira amigo, canta e dança junto com pessoas aleatórias, sumindo com todas as diferenças, como um só. Dali podem até surgir amizades, parecendo que já conhece a pessoa a muito tempo, enquanto conversa sobre seus ídolos. No Classicismo, que corresponde ao período em torno de 1750 e 1830, a música adquire objetividade, equilíbrio e clareza formal, conceitos já utilizados na Grécia Antiga.

Então, o que é música afinal?

Você já foi em um karaokê e se deparou com uma pessoa cantando uma música fora do tempo? A definição de música tem sido motivo de discussão desde muito tempo. O que para muita gente é apenas uma música, para os estudiosos é algo muito mais complexo do que imaginamos. Neste artigo você encontrará de fato o que é música e todas as particularidades.

O que representa a música?

Ópera é uma obra dramática em que o teatro, a música e a poesia se completam. A ópera é um gênero teatral dramático, encenado junto com a música instrumental e o canto, no qual se sobressai um solista, representado por cantores com timbres vocais que vão do mais agudo até os mais graves. Música erudita ou clássica é uma música bem elaborada, que foge das tradições populares. Teve sua origem na necessidade de aumento do poder expressivo das melodias nos ofícios religiosos. Novidade Ganhei de presente do cantor e compositor da Amazônia, Nilson Chaves, o seu mais novo projeto musical (CD), “Avenida Musical Norte Sul”, que gravou em parceria com o poeta gaúcho, Carlos Di Jaguarão. Assim como o relógio marca as horas, o ritmo nos diz como acompanhar a música.

Brasil Escola

O indivíduo que escuta um determinado gênero musical, por exemplo, pode falar, paquerar e demonstrar seus sentimentos de uma forma diferente dos outros indivíduos. Podemos dizer que a “Música” é a arte de combinar os mais tocadas internacionais sons e o silêncio. Se pararmos para perceber os sons que estão a nossa volta, concluiremos que a música é parte integrante da nossa vida, ela é nossa criação quando cantamos, batucamos ou ligamos um rádio ou TV.

Com uma cartela de opções mais variadas, o público começa a ter contato com outros tipos de música. No século XX, a música ganha nova roupagem e uma grande transformação ocorre com o surgimento do rádio. Tais preocupações se refletiram também na música, que apresentava características mais universais e buscava se distanciar dos costumes da Igreja.

Música no século XX

Por exemplo, uma pessoa tocando violão e cantando está fazendo harmonia com os acordes no violão e melodia com a voz. Cada acorde é uma sobreposição de várias notas, por isso que os acordes fazem parte da harmonia. Registros mostram que diversas civilizações antigas já construíam instrumentos musicais e utilizavam a música como forma de expressão. Atualmente, a música também tem papel importante na nossa sociedade, pois é capaz de influenciar o comportamento de muitas pessoas.

Vivemos um período diferente da música, com as pessoas acreditando que apenas as músicas chicletes como “Que Tiro Foi Esse? O compartilhamento das canções via streaming e a facilidade em produzi-las fortalece o meio, enquanto o fã escolhe o que ouvir, fugindo das mídias tradicionais. Já na Índia, em 800 a.C., o método musical era o de “ragas”, que não utilizava notas musicais e era composto de tons e semitons. Grande parte da música folclórica possui letra de fácil memorização e está ligada às festividades, envolvendo danças típicas de uma determinada cultura. Música popular é aquela que tem uma letra predominantemente romântica, jovem, dançante e com refrões fáceis de memorizar. O rock foi um dos mais bem sucedidos gêneros da música popular, seguido da música romântica.

Deixe sua réplica

Your email address will not be published.